Gratidão

images

Querido blog,

Hoje a palavra do dia é gratidão. Existem muitos clichês na vida, mas o que mais tem importado nesses dias, pra mim é: “A vida é moinho.” Então este deveria ser um dia em que poderia lamentar todas as situações difíceis que vivi, no entanto a única imagem que vem em minha mente é a de três anos atrás quando eu considerava a vida muito menos que hoje. Eu aprendi tanta coisa… Aí vem aqueles balanços de fim de ano que somos quase instantaneamente forçados a fazer nessa época do ano. Ficamos tentados a rever o que passamos durante o ano e eu confesso que neste momento eu poderia estar destruído pelas escolhas que me trouxeram até aqui, mas não quero pensar desta forma. Eu simplesmente tinha viver tudo aquilo. Mas é minha história e, querendo ou não, sempre existe uma autopunição quando as situações tendem a dar errado (segundo nossa visão egoísta das coisas). Sim, eu acabei passando por mais coisas que poderia, simplesmente, não terem acontecido se eu tivesse tomado as decisões certas, mas passou e agora são apenas lembranças. Não posso amargar etrrnamente por essas escolhas erradas que fiz. O momento agora pede calma e responsabilidade e eu tenho que estar com toda atenção no agora. Nesses últimos três anos eu tenho aprendido tanto sobre relacionamentos que me valerão por uma vida inteira. “Você tem que cuidar-se, vigiar-se”, diz meu coração. “No fim das contas é você com você mesmo”, ele continua. Não se perca pelo caminho, e se, se perder que seja para se encontrar melhor que antes. Não seja tão negligente com suas escolhas, porém não se puna quanto tiver que tomar decisões que só no futuro parecerão erradas, é esse meu conselho. Porém, o que posso te dizer é que por amor não vale tudo. Não vale sua autoanulação, seu descarrego de si. Não vale se perder só pra tentar encontrar o outro. Isso não vai acontecer. Por amor só vale aquilo que não fere você. Só vale até muito antes de você chegar no seu limite. Não esgote suas forças, não se puna ou se perca. Não compensa. Não carece disso.

Eu me destrocei ‘por amor’. Será que era mesmo amor? Não, eu digo; era tudo, menos amor. A gente tende a confundimos o amor com qualquer carência que dura mais de um mês. O amor nada tem haver com todas as dificuldade que passei. Eu simplesmente resolvi deixar passar e seguir em frente. Abrir as janelas na minha alma e permitir que o vento invada tudo e retire todas as tralhas que ficaram juntas com a poeira dos móveis. Eu só quero um momento de paz comigo mesmo, apenas um respiro de alívio por saber que mesmo dando errado, deu certo porque eu quis que desse certo e fiz o possível (literalmente). Mas a vida tem disso. Eu daqui, continuo desejando que você não precise aprender errando demais, sofrendo demais. Eu desejo escolhas certas, escolhas conscientes e muito bem pensadas. Escolhas capazes de serem aceitas; elas e suas consequências. Eu desejo muito mais que paz. Desejo amor, um amor que seja tudo que você deseja. 

Abraço de longe.

“Eu desejo um amor divino. Capaz de transformar todas as suas teorias conspiradoras sobre o que é realmente o amor. Esse é meu desejo de amigo-secreto.”

Grato.

14938230_368616416816961_4965405759731604654_n

Anúncios

Um comentário sobre “Gratidão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s