Quem Além de Você? Cap. 1

tumblr_m1oy0e5vty1qeccpho1_500_large

Cap 1.

07/02/2012 12h35min

“Foi só um sorriso e foi por amor.”

Estou tentando reunir palavras para descrever o que me aconteceu neste dia. Uma terça-feira comum. Cheia das trivialidades prováveis que venho vivendo há cerca de um mês. Afinal de contas sou tão comum como todos os outros mortais. Mas às vezes, só às vezes, o destino nos surpreende, e foi neste dia, exatamente nesta hora e minutos que o desenrolar de uma história, dessas que vivemos dentro da nossa própria história. Não posso lhe dizer que não se trata de uma história triste, mas na verdade é muito triste e a culpa foi minha. Irremediavelmente minha.

***

Faz dois dias que desafiei o destino. Tudo começou assim: Eu sempre acreditei em príncipes encantados, não, não desses com cavalos e chapéus pomposos dos quais eu ouvia falar. Mas a ideia de passar a vida ao lado de alguém, amar e tudo mais, era a melhor coisa que eu podia fazer quando tudo ficou um caos na minha vida. Esse mesmo destino que sempre foi um amigo pra mim foi confortado numa tarde desses quaisquer. Eu o desafiei a nunca mais confiar no amor e acreditar nesse alguém especial. Você não sabe, mas acho que tudo que toco vira pó. As coisas simplesmente não acontecem, ou quando acontece, eu estrago tudo. O destino e eu bebemos uma taça de vinho juntos e eu lhe disse com letras garrafais que o amor não me alcançava, não esse amor de que meus amigos tanto falam, não existia mais pra mim. O amor foge de mim. Foram anos de derrotas emocionais que mais me roubou de mim do que me construiu que me levou tirar tais conclusões. As que envolvem o amor e eu; como água e óleo.

– Eu nunca mais vou me apaixonar, está ouvindo? Eu disse meio tonto.

– Você não pode ter tanta certeza, me disse o destino.

Quando acordei na manhã seguinte, além de uma dor de cabeça infernal eu sentia a insanidade bater minha porta quando havia apenas um copo na mesa e eu havia tomado uma garrafa inteira de vinho. Mas u sou teimoso e tudo mais, não resisti ao ímpeto de conectar essas salas virtuais onde conhecemos pessoas, sim, foi lá que conheci o cara que confirmaria toda minha conspiração contra o amor. Embora eu sentisse que fosse dar tudo errado, algo dentro de mim me pedia para conhece-lo. O que poderia acontecer? Tudo que eu achava saber sobre o amor seria desfeito ali mesmo. E eu não tinha ideia de nada disso. E lá estava eu tentando mais uma vez. Confrontando a mim mesmo, tentando mostrar pro destino que eu estava certo. Eu sempre me boicoto nas situações mais bobas.  Mas foi diferente neste dia. Foi mágico. Depois de uma hora conversando já estávamos íntimos. Ela era um príncipe, não ele parecia, mas não era e eu comprei a ideia facilmente. Exatamente como eu desejei, mesmo sem acreditar ou perceber que o que desejei estava além das expectativas dele, mas a história não vai ser triste agora… Não dessa vez. Eu já cansei de tantas derrotas e ele é tão fofo. Não posso deixá-lo passar, lembro de ter pensado na hora. Trocamos telefone e eu mal conseguia parar de sorrir no caminho até em casa. Eu ligo, ou vai parecer desespero? Tá, eu vou ligar. O que pode dá errado?

Passamos horas ao telefone e eu me apaixonei. Assim, mesmo, como que desperta de um sonho e se dá conta que o sorriso é instantâneo. Entramos numa sintonia perfeita. Foi mágico. Morávamos em cidades diferentes, mas não importava agora. Eu só precisava conhecê-lo mais. Mesmo sendo neurótico e completamente controlador eu consigo aceitar isso… Isso de eu não poder vê-lo todos os dias ou me limitar a ligações antes de dormir.

Mas até onde podemos chegar quando estamos completamente cegos pela ideia do amor? Em que momento isso aconteceu? Eu não tinha ideia, mas tê-lo era a única coisa de que tinha certeza.

Eu não tinha ideia de que depois daquele dia cada sentimento que tinha, cada ideia de relacionamento que eu construí e cada dor que havia sentido seriam desconstruídos. Eu não tinha noção, mas tudo estava prestes a começar a dar errado. Era o início do fim que só saberia três anos depois. Mesmo já tendo vivido um relacionamento e uma sucessão de outras tentativas do mesmo, eu não havia aprendido a discernir os sinais. Eu não tinha noção. E nem sei se posso dizer que tenho noção hoje.

(…)

PRÓXIMO CAPÍTULO EM BREVE!

Seja infinito ❤

Anúncios

2 comentários em “Quem Além de Você? Cap. 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s