Quem Além de Você? Cap. 2

tumblr_m1oy0e5vty1qeccpho1_500_large

Cap 2.

23/09/2013 09h52min

“Por trás das palavras, da raiva de tudo,
Sorri pra tentar chegar em você.”

Eu fico horas imaginando como teria sido minha vida se eu simplesmente tivesse tomado a decisão de deixa-lo na primeira mentira, quando eu peguei seu telefone e encontrei uma mensagem de um outro menino e ele me falou que não era nada ou quando na mesma noite em que o conheço pessoalmente ele recebeu uma ligação e escondeu o telefone depois não sei por qual motivo. Lembro que quando estávamos ainda deitados e eu mal conseguia acreditar no quanto ele cheirava bem, fiquei esperando o momento em que ele olharia pra mim e diria que me amava como dizia tão facilmente pelo telefone cada vez que desligávamos antes de dormir, no entanto isso não aconteceu. Às vezes eu penso que o amor nos molda a ser alguém que nem sabíamos que exista dentro de nós e é exatamente isso que torna tudo difícil, como se ficássemos cegos aos nossos ideais, acho que talvez por queremos acreditar que vai dar certo. A mais de um ano tudo parece um borrão na minha vida. Eu vi todos os meus sonhos de amor entrarem pelo ralo e não pude fazer nada. Eu só decidi acreditar novamente em alguém, meu último namoro não havia dado certo justamente porque eu não me entreguei e, pior, o fiz sofrer muito. Foi muita negligência e amor desperdiçado pelo chão. De alguma forma eu tentava compensar o peso que exista em mi e nem me dei conta que ao invés de sentir amor e senti uma alto-piedade de mim mesmo que quase me destruiu. Eu simplesmente não podia deixar que algo assim acontecesse novamente sem que eu não fizesse nada. Eu merecia a chance de algo dar certo por aqui, mesmo que essa necessidade já tivesse começado errado quando confundi amor com necessidade…

No entanto, existem coisas na vida que nunca não irão mudar até que você mereça .

Enquanto eu penso sobre isso (se posso dar um conselho a você é: cuidado com os seus pensamentos, eles podem, num estalar de dedos, se realizarem) o meu telefone toca.

– Alo? Eu ainda meio sonso de sono, afinal eram quase 4 da madrugada, quase torço o pé para alcançar o telefone na mesa.

–  Oi, tudo bem? Ele disse  com uma voz arrastada. Parecia que havia bebido bastante.

– Sim e com você. Eu conseguia sentir a indiferença na minha voz.

– Não. Eu sinto sua falta. Ele respondeu e num instante começou a chorar.

Eu não soube o que responder, minha cabeça era um turbilhão só. Eu pensei em tantas coisas pra dizer, caso esse momento chegasse. Se esse telefonema fosse a um ano antes tudo teria sido tão diferente. Mas hoje não. Hoje já não havia mais nada.

– Desculpe, mas não posso falar agora, preciso acordar cerdo amanhã. Depois te ligo. Eu desliguei e passei ainda um tempo refletindo sobre tanta coisa que havia acontecido até que tudo se tornasse tão fácil pra mim. A pouco tempo atrás eu daria a minha vida por ele e hoje nada mais importava. Eu tinha que desligar. Eu não podia ceder. Não diante de tudo o que aconteceu…

***

Dias antes descobri que ele estava namorando, no entanto ele insistia de todas as noites perturbar meus sonhos quando ligava só pra ouvir minha voz, ele não me deixava seguir, mas estava seguindo. Eu sei que era ele do outro lado da linha. Só podia ser. Ele é assim, um pouco egoísta. Me dizia que eu era a melhor pessoa que ele conhecia e o simples fato de supor que eu estava tentando superar todas coisas ruins que me fez passar já despertava nele o desejo de bagunçar tudo outra vez e me deixar dias pensando em porque eu simplesmente não trocava de número, sumia do mundo. Esquecia tudo dele. Nem eu sabia porque me agarrava a coisas que só coexistam na minha cabeça.

(…)

Eu fecho os olhos, respiro fundo e vejo meu dia desmoronar.

Aí, como o odeio por ele ter esse domínio sobre mim, mesmo depois de tanto tempo. Meus pensamentos estão altos.

Mas a vida nos reserva surpresas que em nossos sonhos mais loucos podemos imaginar e somente muito tempo depois, enquanto estou aqui meditando nas palavras, é que tive certeza de por que não conseguia tira-lo da minha vida. Ele mesmo sairia. E seria da maneira mais triste que poderia ser.

Fiquei dias relembrando tudo. Chorando, sorrindo, sofrendo. Mas isso um dia acaba. Eu juro, juro que um dia ele deixa de ser tão presente. Eu juro que um dia não sentirei nada e quem sabe podemos até ser amigos, mas enquanto espero esse dia chegar eu tento voltar pra minha normalidade. Uma vida sem ele. Acordei cedo, fui até academia e me inscrevi (mais cedo me olhei no espelho e nem conseguia reconhecer aquela pessoa destruída do outro lado). E como já era de se esperar eu recorri aos amigos. Eles foram a minha ponte para superar tudo. Aos poucos tudo foi ficando mais claro e meus sentimentos deram espaço ao entendimento. Eu comecei a acordar para o que eu estava fazendo comigo e qual rumo minha vida havia tomado.

Eu já não precisava dos calmantes para dormir. Já saía de casa e em algumas semanas estava bem satisfeito com meu corpo e mente. Mas isso não duraria por muito tempo.

Como eu disse: Ele chegaria e eu permitiria que ele bagunçasse tudo.

 Capítulo 1.

NOVO CAPÍTULO EM BREVE!

Seja infinitos! ❤

Anúncios

Um comentário sobre “Quem Além de Você? Cap. 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s