Pra Ser Metade É Preciso Ser Inteiro

“Ser metade é pior que ser inteiro e não poder dividir.”

Anúncios

 

tumblr_nu4udpqmwx1s5tb7co1_500.png

Por que existe um abismo entre o amor e o desejo que projetamos sobre o amor? Não dizem que devemos construir o amor sem enganos, então por que ainda não aprendemos?

Quando nos despimos da visão fragmentada que temos do amor, aquela visão de alguém perfeito, que está sempre pronto, que não falha… Quando admitimos que amar vai além de viver e contemplar as partes boas de alguém e que o outro precisa ser quem ele é, para ser amado verdadeiramente, não só apreendemos uma versão de um amor mais real, como também amamos de maneira mais livre e completa. O amor sempre reclamou terreno livre e espaço para florescer tranquilo, entretanto nós sempre complicamos o óbvio. Amar é algo tão simples quanto respirar, então precisamos entender e aceitar isso.

O amor sempre se firma melhor quando ambos enxergam com o coração. E aprendem a lidar com as partes ruins do outro, pra saber receber o todo, sem fantasiar apenas o lado bom da moeda. Quando estamos dispostos a sermos melhor, a crescer junto, a superar junto, tudo se acerta. Aprender a ler o outro é algo que requer muito mais que boa vontade. É preciso tempo, liberdade, força e paciência. Se eu, em algum momento, tivesse compreendido o amor desta maneira, talvez houvesse amado sem tanta dificuldade, ou simplesmente teria entendido que não há dificuldade em amar e que tudo que vivi foi uma falsa ideia sobre os sentimentos que considerei ter sentido. Eu teria economizado todos os meus “Eu Te Amo”. Evitaria os efeitos colaterais do apego excessivo que confundi com amor e teria evitado tantas feridas. O amor nada tem a ver com prisão, mas com superação, aceitação. Amor é remissão, acolhimento, paz (mesmo nas dificuldades).

Amar é fazer dar certo.

Tudo que se tenta fecundar sob outros aspectos, que não lhe permita ser livre, é costume, dependência…

Quanto mais entendo sobre o amor, menos me culpo pelas dores que passei e com o tempo me sinto mais livre. Eu tenho me perdoado por ter sofrido, perdoei aqueles que me causaram dor e me sinto leve, pronto para viver o amor real. Eu tenho me sentido cada vez mais inteiro. Quanto mais entendo que não sou metade, que não estou incompleto e que o outro não é metade pra mim, me sinto mais vivo. Eu entendi que não posso carregar o peso de ser metade de ninguém. Não posso ser apenas metade pra mim e entregar a outra  pro outro, porque eu quero me amar muito também, inteiramente. Tenho que ser inteireza, completude real e não apenas fragmento. Eu quero entregar tudo que sou.

Desde que me aceitei como alguém completo  tenho dito como um mantra “Eu fiz tudo que podia”, e ainda que fraqueje e penso que fiz algo errado acabo tendo a certeza de que eu não posso me culpar por alguém não ter me enxergado como eu realmente era. E tenho dormido melhor, me alimentado melhor, vivido melhor… Eu me despi de culpas quando penso: “Eu estava lá, não estava? Eu permaneci, eu conheci o outro, eu suportei os pesos, eu estava disposto…” Mas eu me perdia no percurso e sempre me encontrava depois do fim, pra me perder novamente. Esses ciclos só cessaram quando aprendi a me enxergar. Eu não me sentia inteiro. Até me encontrar. Eu me fragmentava para receber o mundo do outro como se fosse meu. Eu abraçava o universo alheio sem questionar sobre o que estava fazendo. Ser metade estabelece uma relação de posse sobre alguém que nasceu pra ser livre.

Ser metade é pior que ser inteiro e não poder dividir.

Então não há do que se culpar. Você, assim como todos, está aprendendo, vivendo… Relacionamentos de metades que merecem um fim, deve ter um fim dentro de você também. Porque aí você entende o valor de ser único. Talvez algumas pessoas aprendam melhor na prática. E é claro que dói, dói muito… Mas tudo passa, não é mesmo? O fim é o cessar de memórias futuras. O fim só deixa o que passou, inviabilizando o futuro de memórias que podem roubar sua paz. Você encerra o ciclo e cura-se quando vai livrando-se dos pesos. O fim dos relacionamentos faz você repensar sobre a sua maneira de ver o amor e possibilita aprender a amar novamente. Primeiro a si mesmo e depois ao outro.

Eu lhe garanto que ser inteiro é incrível. É um sorriso constante   dizendo-lhe  que você está no caminho certo e não vai aceitar ninguém pela metade. Lembre-se que você é inteireza. Você precisa ser completo pra poder partilhar quem você é e receber o outro como ele é. Você precisa ser completo porque, caso tudo desmorone, você terá forças para recomeçar e não se perder em vão.

Descubra o amor e viva-o. Não fragmente sem amor, muito menos o seu coração.

14938230_368616416816961_4965405759731604654_n

 

Namore Quando Estiver Pronto Para Se Entregar

“NÃO esqueça de conquistar e ser conquistado todos os dias. Não esqueça! Não se acostume com a ideia de ter alguém. Tenha alguém e mostre a este alguém porque você o(a) escolheu. Alimente esse relacionamento que você decidiu construir pra ti pelo tempo que ele durar. E que seja pra sempre.”

 
livre.jpg
A dinâmica (me parece) funciona da seguinte forma: Você gasta todo o seu arsenal de conquista, que inclui: Textos de carinho, flores, chocolates, mensagens carinhosas e por aí vai… Você se esvazia de ideias e depois elas se tornam cada vez mais raras. Mas, no início existe todo esse amor que te impulsiona a mover a lua de lugar pela pessoa? E depois? O que sobra pra depois? Não deveria ser melhor? Você já conhece a pessoa. Sua vida, sua rotina, seus gostos e paixões… Mas, que estranheza é essa que faz tudo cessar assim tão rápido quando na verdade deveria ser ainda mais bonito? Me parece que, com o tempo, ou quando você acha que já conquistou o suficiente, pode parar e relaxar.
Tipo: “Ela já tá na minha. Agora é só correr pro abraço.”
 
 

NÃO CARA, NÃO!

 
Você tem que saber que namoro é algo sério. É um compromisso. E é preciso coragem pra namorar. Você precisa estar pronto. Não existe um meio termo. Ou você se sente preparado pra dividir uma parte da sua vida com aquela pessoa que seu coração escolheu, ou não. E isso inclui uma conquista constante. Uma entrega por vez Eu acho que, se não é possível traspor as barreiras das dificuldades e com o tempo (onde toda a conquista é realmente necessária) as pessoas simplesmente perdem a mão, então claramente não havia um compromisso de fazer dar certo.
 
Fico pensando que temos muito mais do outro quando o amor ainda é um ideia do que quando este se torna mais solido e forte e aí é que precisamos coloca-lo para fora além das palavras. Ganha-se muito mais chocolate e visitas surpresas e beijos e carinho e pequenas rotinas bonitas, quando ainda nem conhecemos direito a pessoa do que quando já sentimos que realmente queremos ela na nossa vida, pelo tempo que for possível. Quando você se acostuma e tudo parece bem, então esse tudo desanda ou pelo menos para de ser mágico. Isso me soa como uma nota errada numa canção que deveria ser bonita, um erro.
 
Porque você alimenta o coração de alguém que depois vai ter que retirar dessas reservas (das lembranças dos primeiros dias felizes) o suprimento pra o relacionamento continuar dando certo, se amor é construção diária, entrega cotidiana?
 
NÃO esqueça de conquistar e ser conquistado todos os dias. Não esqueça! Não se acostume com a ideia de ter alguém. Tenha alguém e mostre a este alguém porque você o(a) escolheu. Alimente esse relacionamento que você decidiu construir pra ti pelo tempo que ele durar. E que seja pra sempre…
(…)
 14938230_368616416816961_4965405759731604654_n
 

 

Desaprisionar-se Não É Tão Difícil.

Não sou ou quero uma redoma de contemplação por meus méritos ou pelo meu caráter. Eu quero o confronto das dificuldades para que eu possa crescer. E aflorar. E conhecer mais de mim. Eu desejo o mesmo a você.

tumblr_lxypyziPGB1qf63rjo1_500
Existe uma parte minha que sempre desejou expandir-se, uma parte que por estar sempre reprimida e aprisionada também se mostrava sempre a espreita, pronta para emergir. De algum modo essa mesma parte, tantas vezes subjugada, esteve sempre a espera de uma oportunidade para se libertar. Se mover. Mas que eu a suplantava. Era mais fácil manter-me alheio a um eu desconhecido (eu sempre tive mania de controle) no entanto sempre me confrontei. Sempre me propus. Sair da zona de conforto. Embora tenha existido momentos, quando estive insatisfeito com meus tropeços e erros (desses de caso pensado), que não admiti que poderia ser diferente. Eu poderia e precisava aflorar mais. Como um elástico humano. Aí me veio muitas vezes aquela válvula de escape ilusória de que todos temos todo tempo do mundo. A instabilidade que vez ou outra engolimos goela abaixo. Eu me apeguei a essa visão distorcida e saí com uma pá de verdades no bolso sabendo que eu deveria ser eu e tudo daria certo. Mas não é bem assim.
Muitas vezes somos apenas um projeção do que somos. Uma repressão, poderia dizer. Muitas vezes eu sei que o que faço ou digo, ou penso, não condiz com quem eu devo ser e eu tenho que voltar ao início e recomeçar, sabe porque faço isso? Eu devo a mim e aos outros o que sou de melhor e pior. Não podemos reprimir as dificuldades. Sim, eu tenho que me fazer conhecer como um todo. Porque eu não sou apenas a flor. Eu tenho espinhos. Isso é ser humano. Não sou ou quero uma redoma de contemplação por meus méritos ou pelo meu caráter. Eu quero o confronto das dificuldades para que eu possa crescer. E aflorar. E conhecer mais de mim. Eu desejo o mesmo a você.
Transforme-se.
14938230_368616416816961_4965405759731604654_n

Enquanto O Amor Não Chega

“Encontrar aquela pessoa que vai lhe entender, lhe aceitar, e construir com ela uma vida inteira feita de momentos incríveis, parece um sonho.”

tumblr_m7e47akp7A1rqt502o1_500

Viver um relacionamento pleno, feliz e duradouro é um sonho compartilhado por todos aqueles que acreditam no amor e na sua força transformadora. Encontrar aquela pessoa que vai lhe entender, lhe aceitar, e construir com ela uma vida inteira feita de momentos incríveis, parece um sonho. Mas não é. Conhecer aquela alma gêmea, trocar olhares e telefones, receber um convite para jantar, receber um beijo de primeiro encontro na porta de casa, ser surpreendido(a) com pedido de namoro lindo, desenvolver laços, sair pra jantares de comemoração de relacionamento, ganhar presentes, brigar e fazer as pazes, receber um pedido de casamento épico (um planejamento que engaja toda a família e amigos), preparar a cerimônia, fazer lista de presentes, receber convidados, fazer uma viagem romântica pra qualquer lugar bonito em lua-de-mel, construir uma casa, ter filhos, adotar um cão, envelhecer junto… Todas essas construções e toda sua beleza povoam a mente e os sonhos de quase todas as pessoas que conheço. A vida toda nós somos condicionados a acreditar e esperar aquela alma que seria gêmea a nossa, que nos completaria. Aquela pessoa que foi concedida a nós num evento celestial e indescritível, com quem seremos felizes eternamente. Mas existe um caminho longo a seguir até a concretização desse desejo. Eu acredito que antes de sonharmos com alguém que vai movimentar toda as nossas convicções e sentimentos, que vai organizar os pedaços espalhados das nossas angustias, medos e decepções, precisamos estabelecer um relacionamento mais profundo com nossas raízes, com o que nos constrói. Com nossa essência. Precisamos construir os nossos sonhos sobre bases fortes, concretas e conscientes do que nos faz bem. Precisamos construir o desejo do nosso coração estabelecendo um amor próprio. Se você parar pra pensar existe um longo tempo que antecede a chegada dessa pessoa que vai tornar sua vida mais colorida. Mas as coisas são suas. A responsabilidade é sua. Você não pode dar alguém a capacidade de transformar sua vida, antes você deve ser mais responsável por isso do que qualquer um. Já pensou como seria difícil para essa pessoa ter que conduzir seus sonhos e os dela? Você deve pensar em compartilhar a felicidade e não sujeitar-se a chegada do outro. Esse tempo, de espera do amor, deve servir para nos conhecermos, nos apreciarmos, nos entendermos. Porque se por algum motivo essa pessoa não chegar ou demorar a nos encontrar não nos precipitaremos, e esperar nao será tão menos difícil, mas nos mostrará uma maneira menos dolorosa de viver o amor. Você não vai sair por aí perdendo sua paz ou noites de sono em relacionamentos nocivos. Você provavelmente vai evitar inúmeras decepções amorosas que, antes de te ensinar, vai te empobrecer de memórias impositivas e construir mágoas profundas que muitas vezes se arrastam por toda nossas vida.
Você vai entender que os erros são espelhos. Você não precisa errar para aprender. É só observar. Aprender a esperar o momento certo ao invés de se desperdiçar por aí é mais eficaz e tão menos doloroso, e nem toda tentativa do mundo vai poder compensar. Quando o seu amor próprio for estabelecido e sua relação consigo mesmo(a) se tornar concreta e sólida não haverá espaço para a carência. Ao invés de você arriscar entregar seus sentimentos e seu coração para alguém que vai lhe ferir, você se sentirá tão livre que vai se auto-convidar pra um café na padaria de esquina e sorrirá sozinho(a) por estar bem assim. Eu ainda lhe digo que o universo não é injusto. Pense em quantas vezes o amor da sua vida passou por você e não pode ficar pelo simples fato de você ter alguém quem nem era sua pessoa. Não se iluda. Você sempre soube que nenhum(a) deles(as) era sua pessoa. A vida não faria isso com vocês. Tudo requer equilíbrio e vocês precisam estar livres, limpos, inteiros um para o outro. Eu sei, toda a historia romântica que eu contei no inicio é um sonho e perecível a todos, mas eu lhe garanto:

VALERÁ A PENA ESPERAR UM POUCO PARA UMA VIVER UMA VIDA INTEIRA.
Vai ser lindo e duradouro se você for paciente.

Torne-se a pessoa que você quer encontrar. Adquira seu amor-próprio antes desse encontro. Viva sem a expectativa e cuide de você. Se ame. Se viva. Eu tenho certeza que ele/ela está correndo o mais rápido que pode em sua direção, você só precisa esperar. Enquanto isso construindo uma lida morada cheia de amor e entrega. Cheia de felicidade.
14938230_368616416816961_4965405759731604654_n

Plante Mais Amor, Por Favor!

“É preciso equilíbrio e compreensão para desfazer o caos de ideologias que se formou sobre nós.”

tumblr_static_tumblr_static_engohvsuuq04csg48s4o8o04s_640

A forma como vivemos nossa realidade  é um reflexo da expressão dos valores impostos pela  sociedade na qual estamos inseridos e a gente se agarra a isso. Muitas vezes esses valores que estão a nossa volta gritam por mudanças, pois sempre tem alguém que vai sofrendo as consequências de toda essa massa opressora que é essa subversão de valores que nos impõe como um código a se seguido. No entanto não devemos esquecer que cada um de nós forma a própria sociedade, somos nós que a construímos de alguma forma, cada um do seu jeito. Assim como ela nos constrói igualmente. De modo que é totalmente aceitável que cada vez mais se perceba que ainda temos tantos passos a dar rumo a uma sociedade mais igualitária e harmônica, mesmo que pra isso tenhamos que modificar tais valores visando tornar mais fácil a vida de todos, desconstruindo todos os modelos ultrapassados ditos como normais. Vivemos um momento em que se posicionar sobre tudo que nos oprime não só é importante para nos sentirmos ouvidos ou para fortalecer um pensamento de igualdade, mas também é fundamental que cada um de nós, que tenha algo a ser dito, seja ouvido. Todos somos células que compõe esse organismo vivo que chamamos de terra e merecemos uma vida plenamente satisfatória, onde poder viver como queremos, seja natural a aceito. Todo gênero, cor, raça, condição sexual, religião é parte de um todo, mas não pode ditar as regras do conjunto empoderando uns em detrimento da opressão de outros. Não pode impor leis que não beneficie a todos. Não pode separar, segregar, distinguir.

É preciso equilíbrio e compreensão para desfazer o caos de ideologias que se formou sobre nós. Que não seja preciso lutar por minorias quando admitirmos que uma pessoa só já é digna de proteção e respeito desde quando lhe é concedido a dádiva do nascimento. Não é preciso que um grupo se reúna para reivindicar direitos que já deveriam ter sido assegurados a todos, mas já que é preciso; vamos lá. Se nós, humanos, criamos um código invisível que determina a maneira como devemos ser e viver para que possamos partilhar de direitos, então porque esse mesmo código insiste em suplantar tantas pessoas que estão na mesma condição humana que todos os outros? E qual o motivo que encontramos para não modifica-lo? Porque o negro ainda sofre por sua cor, se já não há o que se discutir quando a variação da pele? Porque o gay ainda sofre nas ruas, se é assim que ele sente e sabe amar? Porque as mulheres ainda precisam brigar por direitos, se a muito elas se levantaram contra modelos arcaicos e patriarcais provando que são tão capazes quanto os homens? Quantas vezes precisamos dizer que apesar de não sermos todos iguais sob diversos aspectos (posso listar muitos fatores), a condição que nos aproxima já nos dá o merecimento de sermos respeitados, cada um ao seu modo? Não acredite na máxima de que somos todos iguais. Não. Somos todos diferentes e é essa coisa toda que move o mundo. É essa diferença toda que nos coloca numa categoria de sermos seres únicos e perfeitos. Não aceite a ideia de que você não pode amar quem quiser, ou viver como quiser. Você é livre, lindo(a) do jeito que você é. Rasgue todos esses conceitos que lhe foi passado há tanto tempo, queime esse código que diz que você precisa ser reprimido, para o empoderamento de outra pessoa. Deixe-se libertar desse pensamento que lhe diz que você não é alguém por não ser igual aos outros. Seja apenas você, sem ferir o outro com discurso de que precisa lutar usando violência e viva essa totalidade de uma maneira segura e plena. Você merece isso.

Eu convido você, que de alguma forma sofre ou conhece de perto qualquer tipo de situação de discriminação, homofobia, transfobia, racismo, misoginia ou qualquer tipo de repressão que Lute para combater esse mal. De maneira pacífica e moderada. Informe, dialogue, reprima, mais sem denegrir. Não permita que pensamentos de ódio e repressão seja propagado sem que você não faça nada.

A sua vida pode mudar muitas vidas!

Infinite-se!

14938230_368616416816961_4965405759731604654_n

Um Relato Incompleto Sobre Acreditar

tumblr_static_tumblr_static_52wksl4f9sg8g08wgcw4ogw84_640.jpg

Outro dia eu ouvi de um amigo que os impulsos são como chaves e as vontades são as portas que devemos abrir. Não importa se são as depressões do mundo moderno ou as fétidas prisões medievais, aprisionar (corpo ou mente) nos consome demais. Liberte-se de tudo que não te completa de forma positiva. Eu sei, é difícil. Eu tento todos os dias, mas é possível. Determine que algo dará certo e não se preocupe quanto tempo isso pode demorar a acontecer, apenas faça a sua parte. Eu acredito em você. Tome posse de suas chaves/impulsos e abra todas as portas com a vontade do mundo inteiro. E flua, leve e continuamente para fora de si e descubra-se como nunca antes. Eu confio em ti. Estou reforçando minha crença em alguém que, mesmo não sabendo, mesmo não conhecendo, acredito ser capaz de tudo. Assim como confio em mim mesmo. Eu sei, você pode me dizer que é muito complicado e que não sabe se vai conseguir, mas eu digo que sim. Eu quero ao menos  acreditar que pra você será diferente. Não importa suas perdas ou os calos que você carrega nos pés. Não importa os seus medos e os fantasmas que te aprisionam. Não importa a descrença alheia ou os olhos que se torcem aos seus sonhos; VOCÊ PODE CONSEGUIR. VOCÊ VAI CONSEGUIR! DETERMINE. Mas eu peço que tenha cuidado consigo mesmo durante o trajeto. Peço que não se perca ou se deixe perder. Segure-se em si mesmo e vá adiante. Talvez a gente até se conheça ao final do caminho. Eu posso lhe assegurar que se você tiver fé, vai dar certo.

(…)

Você nasceu para vencer!

14938230_368616416816961_4965405759731604654_n

Trate de Ser Feliz Hoje

moradia-9.jpg

Quando eu era criança, sempre estava rodeado de muitas pessoas. As vezes isso era agradável, a única coisa que eu queria naquele momento, mas na maioria das vezes eu fingia ser uma hiena e (mentalmente) afundava minha cabeça no chão e ficava ali por horas… Lembro-me como era complicado ficar sozinho. Brincar sozinho, comer sozinho, pensar sozinho… Isso era muito frustrante, uma vez que eu sempre achei importante estabelecermos uma boa relação com a gente mesmo, sabe?! E é sozinho, pensando sozinho, que eu conseguia ter um vislumbre real de quem queria ser ‘isso na infância, eu falo’, mas que até hoje eu me pego devaneado sobre quem eu me tornei e se essa pessoa que olho no espelho me agrada.

Essa capacidade de se manter sozinho por algum tempo, isolado mesmo, pensando em mim sem a interferência da opinião distorcida de ninguém era algo tão real e necessário quanto sair pra ‘curtir’ com os amigos. Porque eu tive que aprender a ser só, também. Desenvolver a capacidade de me divertir sozinho, comer sozinho, conhecer a mim mesmo sozinho, mas viver a coletividade. A solidão tem sua doçura e magia. É na solidão que você tem o mérito apenas em suas próprias escolhas e as consequências também serão só suas. Você pode e, acho que deve, até ser feliz sozinho para fazer alguém feliz. Você deve conhecer os limites de si mesmo para daí aprender a entender e aceitar alguém que muitas vezes nunca viu na vida. Uma vez que você descobre suas capacidades, sozinho ou não, aprende os valores reais de tudo que o rodeia, de tudo mesmo. Você passa a usar gavetinhas mentais em que nada fica fora do lugar e todos terão seus lugares reservados. Você desenvolve a forma mais eficaz de manter o que serve e descartar o lixo mental do desnecessário. E isso é recompensador.

Hoje, depois de tanto tempo ainda preciso passar um tempo sozinho, comigo mesmo, por pelo menos algumas horas do dia. Esse tempo em que eu me curto e me preparo para sair no mundo e viver lá. Eu posso estar no metrô lotado e me sentir sozinho, posso andar numa avenida movimentada e ainda sim conseguir ter minha paz, mas só porque conheço os meus limites e o que me motiva. Conheço e aprecio tudo em mim e o que não vou gostado eu melhoro. Melhoro por mim e pra mim, mas não tenho dúvidas de que os outros também ganham (e muito), porque tem de mim o melhor que eu consigo ser. E mesmo que minha felicidade não se configure na perspectiva de ninguém, não há ninguém que não queira ser feliz ao lado de alguém inteiro.

14938230_368616416816961_4965405759731604654_n